Publicado em

Quais são os dispositivos de proteção elétrica?

Dispositivo de Proteção Elétrica

Você é aquele síndico que se preocupa com a segurança e o conforto dos moradores do seu condomínio? Então, é uma boa ideia conferir se o edifício está equipado com os principais dispositivos de proteção elétrica, pois são esses que evitarão acidentes e desconfortos no ambiente.

Além de trazer segurança para o condomínio, a presença dos dispositivos de proteção é obrigatória para as instalações elétricas prediais, segundo a norma técnica ABNT NBR5410.

Aqueles que ignoram as novas normas podem estar colocando seus moradores em risco. A estimativa é que, desde 2013, mais de 4300 pessoas perderam suas vidas em acidentes envolvendo choques elétricos (dados da Abracopel), situação que poderia ser evitada pelos dispositivos de segurança. 

Se você está incerto sobre a situação atual do condomínio, continue lendo este artigo que iremos abordar nele os principais dispositivos de proteção elétrica que são obrigatórios de acordo com as normas brasileiras.

Disjuntores

Os disjuntores são projetados para desarmarem ao detectar um calor acima do normal, o que indica que há fuga de corrente na instalação elétrica. Podemos mencionar os dois modelos mais comuns: térmico e termomagnético

A diferença entre esses dois modelos está no seu modo de acionamento. O disjuntor térmico aciona apenas quando detecta uma temperatura acima do normal. Já o disjuntor termomagnético conta com a proteção térmica citada, mas também com a proteção magnética, que tem uma resposta mais rápida para a fuga de corrente. 

Interruptor Diferencial Residual (IDR ou DR)

O interruptor diferencial residual (DR) é um dispositivo de proteção elétrica que tem a função de proteger pessoas e animais contra choques elétricos. Quando a fuga de corrente da instalação ultrapassa de 30mA (um pouco abaixo do suportável por um ser humano), o DR desliga automaticamente o circuito. Dessa forma, é bom salientar que o perigo de tomar um choque é a continuidade dele, portanto o DR é indispensável para prevenir tragédias.

Dispositivo de proteção contra surtos (DPS)

O Dispositivo de Proteção Contra Surtos ou mais conhecido como DPS é um dispositivo elétrico que é conectado à malha de aterramento da instalação elétrica. Dessa forma, ao ocorrer uma descarga atmosférica (raio) que adentre à instalação, o DPS age como “um escudo”, pois ele redireciona a sobretensão para as hastes de aterramento presentes no solo e, por consequência, ele “queima” no processo. Assim, o surto causado pelo raio é dissolvido de maneira equipotencial, possibilitando que ele não percorra pelos circuitos. 

Mas afinal, o que ocorre caso não haja DPS na casa ou no prédio?

O Brasil lidera o ranking de países com maior incidência de raios, cerca de 77,8 milhões de descargas elétricas ocorrem todos os anos no território brasileiro. 

Diante disso, há uma grande chance de um raio cair próximo a sua casa e, por meio da rede elétrica, chegar na sua residência. Saiba que a descarga atmosférica não precisa atingir diretamente sua moradia, um raio a quilômetros de distância pode provocar danos a sua residência.

Portanto, caso sua instalação não possua DPS, você estará propício que ao haver qualquer descarga elétrica, o surto adentre aos seus circuitos e danifique qualquer aparelho conectado à tomada, ocasionando prejuízos.

Conclusão

É muito importante atentar-se ao seu quadro elétrico e notar se há ou não a presença desses dispositivos, pois eles podem salvar você de ter grandes dores de cabeça com uma televisão, videogame ou até mesmo geladeira queimada.

Alertamos para os cuidados ao manusear o quadro elétrico, pois, dependendo das condições dele, você corre o risco de se acidentar. Durante nossas inspeções, utilizamos equipamentos especiais para um seguro manuseio. Pela sua segurança, prefira entrar em contato com um profissional da área para realizar essa função.

Não sabe se algum desses dispositivos estão presentes no seu prédio? A C2E te ajuda! É só entrar em contato pelo e-mail consultoriac2e@gmail.com e responderemos em seguida.

Posts Relacionados

Manutenção predial: o que é e por que é importante?

Os tipos de instalações elétricas e suas características

Compartilha: