Publicado em Leitura: 6 min.

Construções sustentáveis: Energia Solar

Por que energia solar fotovoltaica? Ela é realmente tudo que se fala? Sim, e mais um pouco e nesse texto mostraremos pra você o porquê.

Muito se tem dito, na conjuntura contemporânea, sobre a energia solar fotovoltaica e seus benefícios, porém é verdade tudo isso que se diz, ela é realmente isso tudo?

Primeiramente temos que entender como os módulos fotovoltaicos (produtores de eletricidade por fonte solar) funciona.  Essa geração de energia consiste em captação de raios solares através de uma placa de células fotovoltaicas, fazendo os mesmos tirarem elétrons do material pois se excitam com a frequência em decorrência do efeito fotoelétrico (Nobel de Einstein em 1912), transformando em corrente elétrica. Assim, fornecendo-as para a residência/edifício instalado. Logo, há pouquíssimo impacto ambiental com a adoção dessa matriz.

De fato, a energia solar é a mais benéfica em todos os sentidos dentre as energias alternativas atualmente. Logo, a mesma tem se expandido e se apresentando como uma excelente alternativa energética no mercado.

Isso se justifica pois cada módulo em geral produzem entre 275 e 305W, que em um mês pode se chegar a um incrível  total de 108kWh! Assim, essa tecnologia é rentável economicamente já no médio prazo (alguns meses ou poucos anos), mesmo com os investimentos para sua colocação. Vale ressaltar também há valorização que seu imóvel tem com esses aparelho instalados.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a região sul representa 28,9% de toda a potência fotovoltaica instalada no Brasil, que a mesma participa de 1,5% da matriz total.

Essa vem se valorizado devido aos recentes casos de crise de produção principalmente do sistema hidrelétrico que vem convivendo recorrentemente com secas. Ademais, a transdução fotoelétrica não gera poluentes, e possui impactos ambientais mínimos se comparados com outras fontes de energia. Logo, essa matriz é uma ótima substituta por sua conversão relativamente simples, seu baixo impacto ecológico, concomitantemente com seu custo benefício a médio prazo.

Entretanto, tudo se trabalha com as possibilidades. E se o seu sistema fotovoltaico produzir mais do que você consumiu?

Bom, é comum esse fato correr devido a alta produção energética proporcionada pelos módulos fotovoltaicas. Mesmo em dias nublado e chuvosos há a captação de raios ultravioletas, apenas à
noite que a produção é nula. Porém, fique tranquilo(a), a energia excedente é emprestada à distribuidora. Com isso, você ganha créditos para serem consumidos em meses seguintes sem necessidade de pagamento.

A minha fatura elétrica pode chegar a taxa mínima (0 reais)?

Infelizmente não, em decorrência das variadas taxas e impostos que são cobrados em sua fatura (Clique aqui para conhecer mais sobre o assunto: https://www.instagram.com/c2e.ufsc/?hl=pt-br).

Mas… vale a pena investir?

Considerando a alta capacidade de produção no Brasil, é de esperar altos investimento nesta área. Como base, um estudo realizado pela consultoria americana
Bloomberg New Energy Finance estima um investimento de até 97 bilhões de dólares até 2040 no nosso país com relacionados a essa matriz. Apesar do alto investimento, há um retorno rápido
do valor investido, em média 9 anos com a durabilidade dos equipamentos de 15 anos (caso não haja reparo). Portanto, levando em consideração todos os benefícios e em conta com a situação ambiental atual, é extremamente rentável e recomendável o uso de energia solar.

Referências

Dias, Gabriel. Material sobre Energia solar. Acesso em: 13 mai, 2020.

F, Rui. Placas Fotovoltaicas: 7 Principais Questões Respondidas Que Você Não Pode Ficar Sem Saber. Blog Blue Sol, 8 fev, 2020. Disponível em: https://blog.bluesol.com.br/placas-fotovoltaicas/. Acesso em: 13 mai, 2020.

 

Compartilha:

Guilherme Narciso Lee
Guilherme Narciso Lee Trainee Técnico em Eletrônica e Graduando em Engenharia Elétrica
narcisolee2002@gmail.com (92) 99214-7976 LinkedIn
C2E
C2E Empresa Júnior de Consultoria em Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Santa Catarina
c2e.eel@gmail.com + 55 48 3721-7509 LinkedIn